E-mail Facebook Twitter

Projeto Hospitais Saudáveis

Cidades sem Máscara ("Unmask my City")



Campanha Global - Cidades Sem Máscara

A Campanha Global Cidades Sem Máscara ("Unmask My City"), lançada dia 02 de maio de 2017, tem como principal objetivo a sensibilização do setor saúde e dos cidadãos de todo o mundo para a problemática da poluição do ar e da mudança do clima em grandes cidades no mundo

Cidades sem Máscara, campanha lançada em maio de 2017, é uma iniciativa global que mobiliza os profissionais de saúde a demandarem a adoção de políticas e realizarem ações ao seu alcance para reduzir a poluição do ar, em apoio aos valores de referência da Organização Mundial de Saúde (OMS), por um ar saudável em cidades de todo o mundo até 2030.

A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Global Climate and Health Alliance (GCHA), Health Care Without Harm (Saúde Sem Dano); Health and Environment Alliance e da Global Call for Climate Action. 10 cidades em todo o mundo participam da campanha: São Paulo (Brasil), Chennai (Índia), Varsóvia (Polônia), Belgrado (Sérvia), Emalahleni, (África do Sul), Adana, Hatay e Istambul (Turquia), Londres (Reino Unido) e Salt Lake City (Utah - Estados Unidos​). 

  • Vídeo de lançamento global da Campanha Unmask My City | Cidades Sem Máscara:

 

Veja mais informações sobre a Campanha:


 

A poluição do ar é responsável por mais de 6,5 milhões de mortes prematuras no mundo por ano, sendo que 3 milhões dessas mortes ocorrem devido à poluição do ar externo (outdoor air pollution). Esse é um problema enfrentado em muitos países: mais da metade das cidades dos países de alta renda e 98% dos países de média e baixa renda não cumprem os padrões de qualidade do ar estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

  • Mais de 80% das pessoas que vivem em áreas urbanas estão expostas a níveis de poluição do ar que excedem os limites considerados seguros pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em locais em que a qualidade do ar é monitorada.

A principal fonte de poluição do ar externo (outdoor air pollution) é a queima de combustíveis fósseis - para os sistemas de transporte de pessoas, bens e serviços, para aquecer nossas casas, bem como para os processos industriais. A exposição das pessoas às partículas de poluição do ar - os materiais particulados MP10 e MP2,5  - está associada ao aumento de doenças respiratórias e cardiovasculares e problemas durante o nascimento, além de evidências crescentes de impacto no desenvolvimento cerebral e na função cognitiva.

  • Mundialmente, 25% dos MP2,provêm de fontes de transporte, enquanto 15% dos MP2,5 têm sua origem na produção de energia e outras atividades industriais, cerca de 18% têm origem na poeira e no sal marinho em ressuspensão e 20% vêm da queima de combustível em residências.

 

/\ Voltar para o início da página

 

A Campanha global Cidades Sem Máscara ("Unmask My City"), representada no Brasil pelo Projeto Hospitais Saudáveis, está mobilizando desde maio de 2017 os membros brasileiros da Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis pela melhoria da qualidade do ar na cidade de São Paulo. Acreditamos que o setor saúde pode fazer a diferença na luta contra a poluição do ar e a mudança do clima e contribuir significativamente para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

A Campanha São Paulo Sem Máscara possui uma rede de parceiros em quatro eixos específicos:

Nossos parceiros nos auxiliam na divulgação e especialmente na abordagem técnica da campanha, quando citamos dados de clima, de poluentes que afetam a nossa saúde e políticas públicas e nas abordagens sobre os impactos na saúde das pessoas.

Segundo o presidente do Conselho Consultivo do PHS, Vital Ribeiro, "São Paulo, como a maior cidade brasileira, pode ser pioneira ao implantar ações para adoção dos padrões da Organização Mundial da Saúde (OMS), mostrando às outras cidades brasileiras que é possível ter um ar mais limpo".

  • Vídeo de lançamento da Campanha São Paulo Sem Máscara

 

/\ Voltar para o início da página

 

São Paulo é uma das dez maiores cidades do mundo, com aproximadamente doze milhões de habitantes, oito milhões de automóveis, quase um milhão de caminhões, mais de 15 mil ônibus, que são a principal fonte de poluição do ar na cidade.

Quase 99% da frota de ônibus e quase toda a frota de caminhões é movida a diesel, principal fonte de material particulado fino (MP2,5) e de outros poluentes como SOx,  NOx, percussor do ozônio e potente irritante respiratório, que se somam ao carbono negro e outras substâncias perigosas, algumas das quais ainda não regularmente monitoradas.

Acesse o Qualar Sistema de Qualidade do Ar, que monitora a qualidade do ar do estado de São Paulo

Dados sobre o monitoramento da qualidade do ar na cidade de São Paulo

Acesse o Qualar - Sistema de Qualidade do Ar da Cetesb - que monitora a qualidade do ar do estado de São Paulo

A poluição atmosférica, causada principalmente pela queima de combustíveis fósseis dos transportes, é responsável por cerca de 4 mil mortes por ano na cidade de São Paulo. 

A queima de combustíveis fósseis para alimentar nossos sistemas de transporte e negócios também contribui para o aumento da temperatura global e para os impactos das mudanças climáticas, contribuindo ainda mais para a insalubridade do ar em São Paulo.

Todo cidadão paulistano tem direito a um ar seguro e limpo. Ao trabalhar melhorar a qualidade do ar em nossas cidades, estaremos melhorando substancialmente a saúde das nossas comunidades e do nosso planeta.

 

/\ Voltar para o início da página

NOSSOS PROJETOS

Seminário Hospitais Saudáveis - SHS é o principal evento promovido pelo Projeto Hospitais Saudáveis. Saiba Mais

Saúde Sem Mercúrio - O mercúrio é tema de campanha mundial. Saiba Mais

Rede Global Hospitais Verdes e Saudáveis - Saiba mais

Desafio a Saúde pelo Clima - Saiba mais

Endosso COP 23 a Saúde pelo Clima - Saiba mais

Desafio Resíduos de Serviço de Saúde - Saiba mais

PARCERIAS

O Projeto Hospitais Saudáveis é ponto focal no Brasil da organização internacional Saúde Sem Dano. Saiba mais

PARTICIPE DO PHS

Receba nossos boletins, notícias e divulgação de eventos.Torne-se membro do PHS ou cadastre-se para receber notícias e divulgação de eventos